Papo íntimo

cuidar da saude também é self care

Eu tinha na cabeça alguns assuntos para falar. Trazer um pouco mais para a roda sobre a necessidade do discurso de aceitação nos obrigar a nos sentirmos bonitas o tempo todo. E de quebra dar mais uma problematizada em se sentir bonita. Por que a gente tem que se sentir bonita para ter autoestima? Autoestima é muito mais do que beleza.

Enfim.

Eu queria falar sobre outra coisa. Eu juro que nesse meio tempo que eu fiquei sem postar até pensei em fazer um texto de tour sobre o meu corpo, mas se vocês quiserem eu faço 🙂

Eu pensei nisso tudo. Mas quando eu abri o site para pegar os resultados dos exames médicos que eu fiz semana passada, encarei os números. NUNCA FAÇAM ISSO, ESPEREM QUE O MÉDICO AVALIE. E achei que eu tinha finalmente um ponto de partida para essa meta de 2018: cuidar mais do meu corpo.

Diferentemente das outras vezes que o que me importava era os números na balança e da fita métrica, dessa vez o colesterol alto e a pré-diabetes. Números que, claro, também tem a ver com hábitos alimentares e ao sedentarismo. Mas também com a genética completamente desfavorável da minha família. E dessa vez eu também não quero pensar num corpo bonito. Porque afinal de contas o que é um corpo bonito? Honestamente eu já acho o meu corpo muito bonito e funcional. Definitivamente essa não é a questão. Eu preciso reavaliar as minhas decisões e cuidar dele, assim como é importante cuidar da cabeça.

Cuidar da sua saúde também é Selfcare

Entretanto eu também tenho medo de encarar um nutricionista que faça acreditar que eu preciso chegar num peso X, não importando as consequências (como já aconteceu antes). Atacar minha ansiedade, voltar a sanha do corpo perfeito… Mas eu preciso cuidar de mim. E cuidar de mim e me dar esse selfcare também exige uma dose alta de autoestima. Porque eu (e esse corpinho aqui) valho a pena. Acho que deu para entender, certo?

Vale a pena dizer que tudo isso é porque a minhas visão meu o corpo não é para ser um objeto para o desejo ou para agradar olhares das outras pessoas. Um corpo é um corpo. E só isso. Cuidar dele independe de estética, vai além.

Podemos falar mais disso. Começos de ano são auspiciosos para mudanças e em 2018 eu passarei por algumas.

Beijo e se cuidem <3

Facebook Comments

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *