Como foi morar sozinha pela primeira vez

morar sozinha

 Eu sou a mais velha de cinco irmãos, minha família é grande e muito próxima. Na nossa casa morávamos 5 (eu, minha mãe, meu padrasto e minha irmã e meu irmão), e sempre tinha alguém em casa. E mesmo quando sai da casa da minha mãe para morar com meu marido, ficar sozinha era uma coisa bem rara. E além disso, eu nunca realmente fui morar sozinha.

 Eu estou contando isso para que você entenda como foi uma mudança total de ares quando meu marido viajou a trabalho e passou meio mês em outro pais. Estou a mais de 1.000 km da minha família também. Para a pessoa que vivia com a casa cheia, em contato com a família ou com a companhia do marido, imagina o que foi acabar tendo que morar sozinha pela primeira vez na vida.

Agora eu vou morar sozinha

 Eu imagino que seja o que a maioria das pessoa sinta quando sai da casa dos pais e se vê com uma casa só delas. Aquele misto da euforia de  “YES! Agora eu posso fazer o que eu quiser e deixar a casa do jeitinho que eu quiser” e aquele pequeno desespero de “se acontecer alguma coisa comigo, vai demorar X dias para qualquer pessoa descobrir, porque eu to sozinho”.

Como eu me sai

 Foi uma experiência bem interessante, apesar de eu não querer repetir isso por um bom tempo. Foi muito bacana ver como eu me sai bem no quesito em cuidar de mim, da casa, dos bichos de estimação, do trabalho. E ainda ter tempo de ver minhas amigas, meditar, fazer minha Yoga diária, ler bastante (terminei 3 livros em 15 dias. 3 livros. 15 dias.).

Mas aquela sensação estranha de estar sozinha também veio. Aquela falta de outra pessoa para conversar, para abraçar, para cozinhar junto – isso foi muito ruim. A pior parte eu acho que foi na segunda sexta-feira. Foi quando a saudade do marido bateu forte e ficar sozinha foi ficando um pouco demais, bateu aquela bad…

Um tempo para se conhecer

como e morar sozinha

A jornada de autoconhecimento que aconteceu nesse tempo foi no minimo esclarecedora. Aprender a passar um tempo com você mesmo e a se divertir consigo foi uma das coisas que eu aprendi nesses dias. Me fez perceber que nós precisamos aprender a nos ter como companhia também.

Maioria de nós fica muito condicionada a adaptar nossa vida para conviver com as outras pessoas. E as vezes esse tempo sozinho é bom para ver como você é sem ter que se adaptar a ninguém. Eu por exemplo: fui vegana por 15 dias. Tomei litros e litros de chá, li que nem uma doida e trabalhei muito – até demais em alguns dias.

Algumas dessas coisas continuam na minha rotina, outras eu simplesmente deixei pra lá. Mas eu aprendi como sou eu, solo, sozinha e como eu me viro bem. Apesar de eu sempre ter achado que seria um desastre.

 Você mora sozinha(o)? Como foi a experiência de se acostumar com isso? Conta aqui nos comentários!

Facebook Comments

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *