A temporada de odiar a si mesma acabou

a temporada de odiar a si mesma acabou
 
Muitas de nós mulheres, aprendemos ao longo da vida, ter vergonha de nossos corpos, a sentir repulsa de nossos cheiros genitais e de todas as formas odiar a si mesma na frente do espelho.
 
Somos fielmente “educadas” a acreditar que estamos fora do eixo, do belo, do correto, do padrão para assim, insatisfeitas, nos mudarmos a qualquer custo.
 
Entretanto, isso tem adoecido tanto nossas mentes. É um fato a quantidade de mulheres com transtornos alimentares, psicológicos, emocionais, por acreditarem e viverem essa realidade. O corpo feminino nunca foi da mulher e sim da sociedade. E à medida que apreendemos essa raiva por nós mesmas, deixamos cada vez mais de enxergar o quão bela nós somos e também de perceber que, na verdade, a mudança que precisamos, é de paradigma, da nossa auto visão.
 
Que nossos corpos possuem as formas, cheiros e estados, são naturais e inerentes de cada uma e que  a aceitação não é conformismo. É uma absolvição interna.
Ser uma mulher, é ser um ser, condicionado a se boicotar desde sempre, contudo, essa máxima vem se transformando, nos últimos tempos. Mulheres reais tem visto a beleza que é serem elas mesmas e se amado por cada centímetro.
 
Que esse movimento, cresça, seja infinito.

 

Que aprendamos a compreender enquanto humanas e nos admirar exatamente do jeito que somos.

Facebook Comments

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *