5 Melhores Galerias de Arte em Dublin

Que Dublin é uma cidade cheia de história e cultura, a gente já sabe. E como toda capital europeia ela também está recheada de galerias de arte, mas longe de achar que arte se concentra em museus, eu acredito que muito da expressão artística de um local se encontra nas ruas e no dia-a-dia do mesmo.  Eu não acho que seja obrigatório, não acho que toda viagem necessariamente comporta uma visita à galerias, e acredito que cada um tem sua própria maneira de vivenciar e conhecer o que chamamos de arte.
Dito isso, eu sou formada em audiovisual e tenho esse interesse particular nas artes e sua história, e adoro passeios contemplativos, então eu sempre guardo um lugarzinho das viagens para visitar galerias e ter um panorama do que tem sido feito no país. Com um mês em Dublin deu tempo de ver bastante coisa, e aqui escolhi alguns dos meus favoritos pra você começar a planejar sua viagem caso também seja do seu interesse!

Dublin City Gallery The Hugh Lane

William Murphy
Hugh Lane é minha favorita em Dublin! Ela é pequena e convidativa, com entrada gratuita e um educativo sempre disposto a te guiar ou conversar sobre as obras. É majoritariamente uma galeria de arte moderna, e possui obras de boa parte da Europa, embora seja mais focada em artistas locais. Uma visita de 3 a 5 horas é o suficiente para o local. A reconstrução do estúdio de Francis Bacon é algo lindo de se ver, e as obras simbolistas e impressionistas com paisagens irlandesas minhas favoritas!

National Gallery of Ireland

Jack B. Yeats (1871-1957), ‘The Liffey Swim’, 1923. © National Gallery of Ireland.
A maior galeria da cidade, possui obras de artistas dos mais variados países, períodos, técnicas e estilos. Entrada gratuita para o acervo, mas paga para exposições especiais. Com um acervo grande e diverso, uma visita calma à toda galeria requer um dia inteiro. Convêm pesquisar seus interesses antes de visitar, ou pegar uma das tours oferecidas, em inglês, no local. Eu particularmente gostei muito dos trabalhos de Jack Butler Yeats – Sim, irmão do poeta! E uma família que vale a pena aprender sobre!

Irish Museum of Modern Art

Doug Kerr
Localizado no prédio de um antigo hospital eu diria que vale a visita nem que seja só pelos edifícios e jardins! Eu passei metade do dia apreciando a construção, e a outra metade as obras. Principal coleção de arte moderna e contemporânea, talvez seja a mais difícil de ermética das galerias, com algumas obras mais contextuais e abstratas. Recomendo o tour guiado para quem, assim como eu, for visitar sem prévia pesquisa dos artistas em exibição.

National Photographic Archive, Gallery Of Photography e Irish Film Institute

Irish Typepad
Em um mesmo quarteirão no coração do Temple Bar se encontram esses três lugares dedicados a arte fotográfica e cinematográfica. O Arquivo Nacional com exibições de fotografias históricas, e a Galeria de Fotografia e o Irish Film Instituto com mostras que focam no melhor da produção contemporânea nessas mídias. Recomento uma visita conjunta aos três, começando pelas fotografias, parando para comer algo em algum dos milhares de pubs ao redor, seguido de uma sessão de cinema no Irish Film Institute.

The Icon Factory

Do site oficial
Também no Temple Bar, The Icon Factory é um estúdio e cooperativa sem fins lucrativos que visa incentivar e divulgar a cultura Irlandesa a partir de artistas contemporâneos. Além dos estúdios, e das exibições locais, eles contam com mural de grafiti externo, The Icon Walk, com representações variadas de ícones e celebridades irlandeses. Possui uma loja muito fofinha e a presença dos próprios artistas com alguma frequência. Ótima para ter boas conversas e saber mais sobre o que  tem sido produzido artisticamente nos dias de hoje pelas ruas e estúdios.

Facebook Comments

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *